IMG 0272 1

Caras e Caros compatriotas

Há uma semana enviei-vos uma mensagem por ocasião da entrada em vigor do “estado de alarme” e para vos pedir que respeitem as ordens e recomendações das autoridades espanholas. A Senhora Cônsul-Geral em Barcelona procedeu de igual forma em relação aos nossos compatriotas residentes em Andorra.

Só passou uma semana e ainda estamos longe do final desta crise.

Como afirmou o Presidente do Governo Pedro Sánchez “o pior ainda está por chegar”. Por isso mesmo temos que nos encher de paciência, de ânimo e demonstrar solidariedade para com os mais desprotegidos e vulneráveis.

A este propósito gostaria de reiterar a minha solidariedade para com todos que estão infetados e transmitir-lhes uma palavra de coragem. Acrescento um pensamento afetuoso para os familiares e amigos daqueles que faleceram, em particular no caso de um nosso compatriota residente em La Rioja.

Gostaria de vos transmitir que na Embaixada e nos Consulados continuamos ativos a apoiar a Comunidade e também os nossos compatriotas que se encontravam temporariamente neste país ou em Andorra. Neste último grupo dos “temporários” incluem-se mais de uma centena de estudantes Erasmus que, gradualmente, foram regressando a Portugal. No entanto, esse labor ainda não terminou; mas, quotidianamente, somos encorajados pelas mensagens de agradecimento daqueles que já estão juntos das respetivas famílias.   

Recordo os contactos da Embaixada e de todos os Postos Consulares em Espanha, com jurisdição também sobre Andorra (Gabinete Emergência Consular em Lisboa – +351 961706472 / gec@mne.pt; Assistência Consular em Madrid – +34 646896254 / sconsular.madrid@mne.pt; Assistência Consular em Barcelona – +34 609301101 / consulado.barcelona@mne.pt; Assistência Consular em Sevilha – +34 689 833 536 / sevilha@mne.pt; Assistência Consular em Vigo – +34 604 003 037 / vigo@mne.pt; Assistência Consular em Andorra – +376 333 861 / andorra@mne.pt).

A propósito das viagens para Portugal cabe recordar que entrou em vigor a obrigatoriedade de quarentena de 14 dias para todos quantos entrem em território nacional, independentemente da respetiva nacionalidade ou lugar de origem. O não cumprimento daquela obrigação é sancionada.

Por outro lado, pede-se a todos aqueles que não tenham um motivo inadiável, que não viajem, designadamente para Portugal; aliás, de acordo com as normas em vigor em Espanha, apenas poderão viajar para Portugal aqueles que ali tenham residência permanente ou para reunificação familiar no caso de 1º grau de parentesco.

Acho que todos nós devemos expressar uma palavra e um gesto diário de conforto e enorme reconhecimento a todos aqueles que contribuem com o seu trabalho e o seu sacrifício para preservar as condições indispensáveis de normalidade na nossa vida quotidiana.

O tempo é um bem essencial. Ainda mais nestas circunstâncias quando ganhar tempo é crítico para baixar a curva dos contaminados e fazer subir o número dos recuperados. Por isso devemos compreender e apoiar a medida anunciada pelo Presidente do Governo de estender, até 11 de Abril, o “estado de alarme”. Vai ser duro, mas essencial para controlar o alastramento desta praga (#mequedoencasa).

Nestes momentos difíceis precisamos de encontrar reservas de paciência, de confiança e de alegria. Manter boa disposição e pensamentos positivos é fundamental para ultrapassarmos esta crise. Por isso sugiro que vejam um vídeo muito bonito do Turismo de Portugal “Can’t Skip Hope” sobre o momento que vivemos e com uma mensagem de esperança sobre o futuro (https://youtu.be/70tcUNgd8IM).  

Não esqueçam: #ESTE VÍRUS LO PARAMOS UNIDOS! TODOS!   

João Mira Gomes

Embaixador de Portugal

  • Partilhe